Medidas excepcionais de liquidez são menos necessárias, diz BCE

Medidas não-convencionais de política econômica não serão tão necessárias no futuro como elas foram no passado, disse nesta segunda-feira o presidente do Banco Central Europeu, Jean-Claude Trichet, reafirmando o compromisso do BCE para a retirada gradual de tais medidas.

REUTERS

07 de dezembro de 2009 | 08h42

Ele mencionou o que ele tinha dito na semana passada, de que as taxas de juros eram apropriadas, acrescentando que os europeus poderiam contar com o BCE para continuar a segurar as expectativas de inflação.

"Eu confirmo aqui... que medidas excepcionais de liquidez não serão tão necessárias como no passado", disse Trichet em um discurso ao Tribunal de Apelações de Paris, que se concentrou, na maior parte, em questões judiciais.

"Nossos 330 milhões concidadãos podem continuar a contar que Banco Central Europeu se manterá uma fonte de estabilidade e confiança", acrescentou.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROEUROPATRICHET*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.