Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Medidas para investimento em infra-estrutura saem neste ano

O ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, disse hoje que é fundamental o Brasil retomar o crescimento econômico e garantir os investimentos necessários na área de infra-estrutura, classificada por ele como um dos maiores gargalos do País.Segundo o ministro, antes do final do ano, o governo deverá aprovar medidas que garantam a retomada dos investimentos nos portos, rodovias e ferrovias, cuja situação classificou como grave.Dirceu afirmou que o retorno dos investimentos em ferrovias, rodovias e portos é seguro. E informou que, em maio do ano que vem, o governo colocará novos trechos de rodovias para serem explorados pelo setor privado.Ao falar para um grupo de empresários franceses sobre os esforços que o governo vem realizando para controlar a inflação e as contas públicas, Dirceu destacou: "Isso não significa que a economia se atenha apenas à política monetária. O Brasil tem projeto de desenvolvimento nacional."Governo será inflexível no controle da inflaçãoDirceu disse ainda que o governo será inflexível no controle da inflação e na manutenção do equilíbrio das contas públicas. Segundo ele, o governo tem realizado um esforço para superar os riscos de uma crise e, portanto, realizou um trabalho de reorganização das finanças.De acordo com o ministro, o Brasil tem uma situação estrutural no qual 80% dos orçamento estão comprometidos com pessoal, Previdência e juros da dívida. Por isso, defendeu a necessidade de manter o controle da inflação e o equilíbrio das contas públicas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.