Medo de calote em Dubai derruba ações de cassinos nos EUA

As ações de cassinos norte-americanos caíam nesta sexta-feira em meio à preocupação de que a possível moratória da Dubai World prejudique a recuperação econômica que abriu espaço para investimentos em Las Vegas e em mercados emergentes.

KYLE PETERSON, REUTERS

27 de novembro de 2009 | 15h40

A operadora de cassinos MGM Mirage, sócia da Dubai World no projeto de 8,5 bilhões de dólares em Las Vegas chamado CityCenter, chegou a ver suas ações despencarem 9 por cento. Os papéis se recuperaram, mas ainda perdiam quase 4 por cento às 15h35 (de Brasília).

"O medo de um calote em Dubai deixou os investidores nervosos no setor de cassinos, que tem exposição aos mercados emergentes", disse William Lefkowitz, estrategista de opções da corretora vFinance Investments.

As ações da Wynn Resorts caíam 3,5 por cento na Nasdaq. Na Bolsa de Valores de Nova York, os papéis da Pinnacle Entertainment recuavam 2 por cento, e as ações da Las Vegas Sands perdiam 3,8 por cento.

Tudo o que sabemos sobre:
MERCADOSDUBAICASSINOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.