Medo de recessão nos EUA aumenta e Bovespa despenca

O medo de uma recessão nos EstadosUnidos, a maior economia do mundo, tomou conta dos mercadosfinanceiros globais nesta segunda-feira e derrubou a Bolsa deValores de São Paulo. Segundo dados preliminares, o Ibovespa --principalindicador da bolsa paulista-- caiu 6,62 por cento, para 53.698pontos, maior queda diária desde 27 de fevereiro de 2007,quando o índice recuou 6,63 por cento. No pior momento do dia, o Ibovespa recuou 6,99 por cento. Ovolume de negócios ficou em 5,9 bilhões de reais. As blue chips Petrobras e Vale despencaram 7,42 por cento e10,6 por cento, respectivamente. "É muito difícil saber (se o ajuste já foi suficiente). Ejustamente essa incerteza é que faz investidores tomaremposição mais cautelosa. Mas certamente nos balanços de bancos ecompanhias seguradoras lá fora muita coisa (do impacto dacrise) já está sendo reconhecido", afirmou o economista-chefedo Banco Itaú, Tomás Málaga. Na Europa, o principal índice de ações do continenteFTSEurofirst cedeu 5,79 por cento, aos 1.279 pontos. Foi amaior queda do índice desde 11 de setembro de 2001, dia dosataques aéreos contra os EUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.