Medo de recessão nos EUA derruba bolsas asiáticas

Bolsa de Tóquio amarga perda de 9,62%; a de Sydney perde 8,3% e a de Seul baixa 4,13%

Agências internacionais,

10 Outubro 2008 | 03h53

As bolsas asiáticas amargaram fortes quedas no pregão desta sexta-feira, seguindo as perdas de Wall Street, que registrou baixa de 7% na quinta-feira. A Bolsa de Tóquio fechou no menor nível desde 1987.   Veja também: Como o mundo reage à crise  Bolsas asiáticas abrem com fortes quedas nesta sexta-feira Após dois novos leilões do BC, dólar fecha em queda de 4,82% Variação do dólar supera queda das commodities na crise FMI age para garantir crédito a emergentes Confira as medidas já anunciadas pelo BC contra a crise Entenda a disparada do dólar e seus efeitos Especialistas dão dicas de como agir no meio da crise Entenda o pacote anticrise que passou no Senado dos EUA  A cronologia da crise financeira  Veja como a crise econômica já afetou o Brasil  Entenda a crise nos EUA    O índice Nikkei da Bolsa de Tóquio perdeu 881,06 pontos, 9,62%, até se situar em 8.276,43 pontos. É a terceira maior queda da história do seletivo, a maior desde 20 de outubro de 1987, e encerra uma semana na qual o indicador perdeu 2.661,71 pontos, 24,33%, devido a crise financeira internacional.   Já o segundo indicador, o Topix, caiu 64,25 pontos (7,09%), até encerrar em los 840,86 inteiros. Nos últimos cinco dias, o índice retrocedeu 207,11 inteiros, 19,76%.   A Bolsa de Tóquio, a segunda maior do mundo, atrás apenas do mercado de Nova York, está há sete pregões consecutivos registrando perdas, e somente em duas sessões esta semana (quarta-feira e hoje) caiu quase 20%.   O Banco do Japão (BoJ) forneceu mais 4,5 trilhões de ienes (US$ 45,367 bilhões) para aliviar a situação dos mercados financeiros. Este é o 18º dia consecutivo em que o BoJ realiza uma provisão bilionária de emergência no mercado japonês.   O índice Kospi da Bolsa de Seul perdeu 53,42 pontos (4,13%), aos 1.241,47. Já o indicador de valores tecnológicos Kosdaq caiu 19,56 pontos (5,29%), para 350,28.   A Bolsa de Sydney terminou a jornada desta sexta-feira em baixa de 8,3%, em uma nova onda de grandes perdas nos mercados mundiais por causa da crise financeira. O principal índice da bolsa australiana, o S&P/ASX200, perdeu 360,2 pontos e encerrou em 3.960,7, o nível mais baixo em cinco anos. Já o índice ampliado All Ordinaries caiu 351,9 pontos para se situar em 3.939,4.   A Bolsa de Manila desabou 8,3%. O índice composto perdeu 190,64 pontos a 2.097,80.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.