Medo de terrorismo faz barril do petróleo superar US$ 41

O contrato de petróleo cru no mercado futuro com vencimento em agosto negociado em Nova York voltou a ultrapassar os US$ 41 esta amanhã, tendo atingido o maior nível em seis semanas. Os preços do petróleo são sustentados por temores de possíveis atentados terroristas neste final de semanal no Iraque ou na Arábia Saudita, que poderiam prejudicar a oferta, e pela convicção de que os preços vão testar em breve novos recordes de alta.Às 11h50 (horário de Brasília), o petróleo cru para agosto operava na máxima, em alta de 1,79%, ou US$ 0,73, cotado a US$ 41,50 o barril. Esse nível está menos de US$ 1,00 abaixo da máxima histórica. O petróleo tipo brent para setembro, negociado em Londres, subia US$ 0,52, ou 1,39%, a US$ 38,00. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.