Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Medo do desemprego cresce 32,1% e tem maior alta desde 1999

A CNI também divulgou o Índice de Satisfação com a Vida, que registrou o menor valor em março desde o início da série histórica

Luci Ribeiro, Agência Estado

08 Abril 2015 | 11h41

BRASÍLIA - O Índice de Medo do Desemprego medido trimestralmente pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) cresceu 32,1% em março em relação a dezembro de 2014. Esse foi a maior alta do indicador desde 1999, quando a Confederação deu início à série histórica do estudo. Divulgados nesta manhã, os dados mostram ainda que o índice está 34,2% mais elevado em relação a março de 2013.

A CNI também divulgou o Índice de Satisfação com a Vida, que chegou a 94,7 pontos em março, o menor da série histórica. O dado do mês passado está 8,5% menor do que o de dezembro e 7,3% abaixo do patamar de março de 2014.

O levantamento dos dois indicadores foi elaborado pela CNI com base em pesquisa de opinião com 2.002 pessoas em 142 municípios entre os dias 21 e 25 de março. O trabalho é conduzido pelo Ibope Inteligência. 

Mais conteúdo sobre:
economiadesempregoCNI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.