Meirelles admite que pode retornar à política

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, admitiu hoje pela primeira vez que pode retornar à vida política na eventualidade de deixar o BC. Após audiência na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, em rápida entrevista, Meirelles disse que "atualmente é o presidente do BC e está dedicado a isso. Mas vou pensar nesse assunto (futuro político) na quarentena".Meirelles afirmou que pretende avaliar as opções, as perspectivas do seu futuro político, para tomar uma atitude. Ele lembrou ainda que uma eventual saída do BC tem de passar necessariamente por uma quarentena de quatro meses. "Esse tempo permite ao profissional que deixa o banco avaliar."Ao ser questionado se deve sair como candidato ao governo de Goiás em 2010, o presidente do BC sorriu aos jornalistas e disse que existe "muita curiosidade sobre esse assunto". Nos bastidores, em Brasília, há o rumor de que Meirelles poderá deixar o BC no segundo semestre de 2009, para disputar o Palácio das Esmeraldas, sede do governo goiano. Meirelles já foi deputado federal, por Goiás, eleito em outubro de 2002.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.