Meirelles afirma que falta de informação prejudica crédito

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, disse à Agência Estado que ainda existem dificuldades na obtenção de informações no mercado de crédito, que prejudicam a concorrência e a avaliação do risco de crédito. Meirelles destaca que existe muito a avançar no que se refere à melhoria do ambiente jurídico institucional, que ainda apresenta um forte viés pró-devedor e desfavorável ao crédito. "Há muito o que fazer para reduzir os spreads (diferença entre os juros pagos pelos bancos na captação e as taxas cobradas nos empréstimos) e o BC está consciente do papel ativo que pode, deve e vai desempenhar nesse esforço", afirmou. Meirelles participa hoje de uma sessão fechada com banqueiros em um hotel em São Paulo. Um dos assuntos tratados é justamente a composição e a tendência para o spread bancário.Aperto monetário não será necessárioMeirelles afirmou que o governo está conseguindo superar com o trabalho árduo e medidas corretas o quadro de dificuldades conjunturais enfrentadas pela economia brasileira. Segundo ele, com o sucesso da política monetária adotada e a redução das incertezas no cenário macroeconômico, o spread bancário tem registrado uma nítida trajetória descendente. As taxas de inflação e as expectativas para estes índices convergem para a trajetória de metas de longo prazo. "Não há indícios de que novos apertos monetários serão necessários. As perspectivas para o futuro próximo são bastante positivas, quando comparadas às de meados no ano passado", afirmou Meirelles.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.