FELIPE RAU/ESTADÃO
FELIPE RAU/ESTADÃO

Meirelles afirma que investidores querem entender melhor a recuperação do Brasil

Segundo ministro da Fazenda, grupo de executivos administra um total de cerca de US$ 12 trilhões em ativos

Ricardo Leopoldo, O Estado de S.Paulo

21 Setembro 2017 | 18h53

NOVA YORK - O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que investidores com quem esteve reunido em evento promovido pelo Bank of America Merrill Lynch em Nova York estavam interessados em ouvir análises sobre a evolução da economia brasileira. Segundo ele, este grupo de executivos administra no total cerca de US$ 12 trilhões em ativos.

"Os investidores querem entender melhor a recuperação do Brasil", destacou o ministro, apontando que eles queriam ouvir detalhes sobre as perspectivas de retomada da economia, inclusive para o próximo ano.

De acordo com Meirelles, os gestores ficaram especialmente interessados na melhora do consumo no Brasil, fato que ocorreu com o aumento da renda disponível das famílias motivada pela queda da inflação.

++ Brasil gera 35.457 vagas de emprego em agosto, aponta Caged

O ministro também apontou que os investidores quiseram ouvir dele sobre o cenário da aprovação de reformas pelo Congresso neste ano. "Disse que a reforma da Previdência será aprovada, que tem grande chance de ocorrer", apontou.

Meirelles destacou que informou aos investidores quais deverão ser os próximos passos da Câmara dos Deputados, que primeiro vai analisar a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer realizada pela procuradoria-geral da República e depois passará a avaliar a proposta de reforma da Previdência Social.

++ 'Estamos olhando com muito cuidado', diz Meirelles sobre privatização dos Correios

Segundo o ministro, ele comentou aos investidores que a aprovação da reforma da Previdência é de interesse dos partidos que podem assumir o governo a partir de 2019.

Mais conteúdo sobre:
Henrique Meirelles Economia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.