Meirelles: aumento do superávit teria efeitos positivos

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, afirmou hoje que um eventual aumento do superávit primário (economia que o governo faz para pagar os juros da dívida) teria efeitos positivos sobre as captações feitas pelo Tesouro Nacional, sobre o mercado de juros, além de impactar os impulsos fiscais hoje existentes na economia. Ressaltando que se trata de um tema sobre o qual o BC opina, mas não participa do processo decisório, o presidente do BC disse que "sem dúvida, é uma discussão virtuosa", mas ele ponderou que nessa questão há um componente importante de demandas diversas do País por mais recursos públicos.Meirelles, que participa de audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, reiterou que devido à estabilidade na economia, os movimentos de política monetária tendem a ser de magnitudes menores, o que não impede a ocorrência de ciclos de alta e baixa nos juros. Meirelles voltou a dizer que a melhor contribuição do BC para a elevação dos investimentos públicos é garantir o controle da inflação em um horizonte de previsibilidade da economia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.