Meirelles considera positiva decisão do STF

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, disse hoje que considera "positiva" a decisão do Supremo Tribunal Federal de investigá-lo. "Ela vai permitir que os questionamentos sejam analisados em fórum adequado e isento", afirmou. Meirelles deixou claro que continuará no cargo e comentou a declaração do presidente da Câmara dos Deputados, Severino Cavalcanti, de que Meirelles deveria deixar a presidência do BC durante a investigação. Para Meirelles, "o debate é livre e faz parte da democracia". Meirelles disse ainda que não compete a ele analisar se a decisão do STF afeta a credibilidade do Banco Central, mas compete aos "aos números do mercado". "Eu continuo fazendo meu trabalho pautado por serenidade, ética e transparência", afirmou. Ele declarou ainda que se sente confortável em permanecer no cargo por essas razões e disse também ter "total confiança" no STF. Ele foi questionado pelos jornalistas sobre o motivo dos seus advogados terem tentado impedir que o STF aceitasse a denúncia se considera positiva a decisão de ser investigado. Meirelles respondeu que não lhe cabe ficar antecipando questões que estão sendo analisadas sob sigilo no fórum adequado. Ele afirmou também que a sua prioridade é o trabalho no Banco Central.

Agencia Estado,

12 Maio 2005 | 18h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.