Meirelles destaca condição favorável para emissões externas

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, disse hoje que não há dúvidas de que as últimas emissões, particularmente a de ontem, demonstram que o Brasil tem tido conquistas importantes. "Podemos dizer que a situação que tínhamos projetado para este ano, de US$ 2,5 bilhões em emissões, o Brasil já alcançou em junho, restando apenas US$ 1 bilhão para o cumprimento do cronograma?, disse Meirelles, em entrevista aos jornalistas brasileiros em Puerto Iguazu, onde participou de uma reunião ontem à noite com os ministros de Fazenda e os presidentes de Bancos Centrais dos países do Mercosul.Além disso, ele afirmou que isso mostra claramente hoje que o Brasil tem fundamentos sólidos e pode manter sua política normal de acesso aos mercados, mesmo com volatilidade. "Mesmo com a volatilidade nos preços dos ativos em função da política monetária que está se acomodando, o Brasil tem mantido regularidade de acesso aos mercados", afirmou.No quadro geral, estamos um ano à frente do cronograma. "Isso mostra que o Brasil está em condições de normalidade e, de novo repito, porque seus fundamentos são sólidos. O Brasil tem hoje um superávit comercial ao mesmo tempo em que o País cresce. É um dado de maior importância porque o Brasil demonstra que está em condições de enfrentar com tranqüilidade as mudanças de patamares dos ativos."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.