Meirelles diz que BC interveio prontamente no Banco Santos

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, disse que decretou a intervenção no Banco Santos no mesmo dia em que recebeu um parecer técnico do departamento fiscal do BC recomendando essa decisão.Uma nota publicada hoje pelo colunista Ricardo Boechat, do Jornal do Brasil, afirma que Meirelles teria recebido, em maio de 2004, um relatório da área de fiscalização do BC informando que o patrimônio líquido do Banco Santos não chegava a 1% do montante declarado dois meses antes no balanço da instituição. "Não sei a que isso se refere", disse Meirelles."A área de fiscalização do BC fez um monitoramento muito de perto do Banco Santos e no momento em que ela concluiu que o patrimônio do banco estava chegando a níveis inaceitáveis foi recomendada a intervenção e ela foi decretada imediatamente, no mesmo dia", disse. "Antes da intervenção não houve nenhuma recomendação de intervenção ou em nenhum momento foi indicado que o patrimônio do banco estava num nível não aceitável.", acrescentou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.