Meirelles diz que desemprego deve começar a cair 'em algum momento de 2017'

Meirelles diz que desemprego deve começar a cair 'em algum momento de 2017'

Ministro da Fazenda explicou que mercado de trabalho deve demorar a reagir com a retomada da economia

Francisco Carlos de Assis, Álvaro Campos, O Estado de S.Paulo

30 Setembro 2016 | 19h45

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nesta sexta-feira, 30, que a taxa de desemprego começará a cair em algum momento de 2017. Segundo ele, o mercado de trabalho obedece a uma defasagem temporal em relação à atividade econômica. Quando a economia estava caindo, o mercado de trabalho ainda permanecia bem. Agora, com a retomada do crescimento econômico, é natural, segundo ele, que o mercado de trabalho também reaja com alguma defasagem. "O importante é que tenhamos um crescimento sustentável", disse Meirelles. 

O ministro também confirmou que o governo está iniciando um processo rigoroso de análise de todas as subvenções que foram concedidas e que se mostraram ineficazes. A afirmação de Meirelles endossa informação dada no mesmo evento mais cedo pelo secretário de Acompanhamento Econômico da Fazenda, Mansueto Almeida. 

O ministro da Fazenda voltou ainda a falar sobre o relatório do Fundo Monetário Internacional (FMI), divulgado ontem. De acordo com Meirelles, as recomendações do fundo estão em linha com o que o governo brasileiro já vem promovendo. 

"O relatório disse que precisamos cortar gastos e nós estamos cortando. Que a PEC do teto precisa ser aprovada e nós estamos trabalhando para aprová-la", afirmou Meirelles. Com relação às recomendações do FMI para que se façam reformas trabalhistas no País, o ministro classificou de genérica e disse que ela já está prevista no conjunto de reformas que o País pretende implementar.

Mais conteúdo sobre:
Henrique Meirelles Mansueto Almeida FMI PEC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.