finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Meirelles fala que decisão sobre juro é reação a preços futuros

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, disse hoje que o que vai fazer as taxas de juro baixarem no Brasil é "todo esse trabalho de diminuição de risco". De acordo com ele, "subir ou não subir a taxa de juros é uma questão técnica e o País faz em função da dinâmica de preços". Ele destacou que as decisões do Comitê de Política Monetária (Copom) sobre a Selic - taxa básica de juros da economia - são uma reação à alta de preços futuros.Segundo ele, a política do BC tem se provado ser adequada para o País. A declaração foi feita após questionamento sobre a alta taxa de juros no Brasil. "O fato é que o Brasil está crescendo", disse. Meirelles afirmou ainda que a estabilidade é fundamental para o crescimento sustentado da economia. "Não há a menor dúvida que, em médio e longo prazo, não há país que tenha crescido de forma sustentada com inflação elevada", disse.Meirelles citou como exemplo o caso de Cingapura, que cresceu, em média, 6,2% nos últimos 14 anos como uma inflação anual média de 1,5% no período. Segundo Meirelles, o custo da desinflação já foi na maior parte pago pelo Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.