Meirelles garante que está "sereno e tranqüilo"

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, afirmou hoje ao deixar o Ministério da Fazenda, que não cabe a ele comentar decisões do Supremo Tribunal Federal (STF). Ao ser questionado se a decisão do STF - anunciada ontem, que manteve o status de ministro para os presidentes do BC - o deixava aliviado, Meirelles respondeu: "Eu estou sempre sereno e tranqüilo". O presidente do BC também não quis comentar a possibilidade de o STF dar prosseguimento ao pedido de investigação do Ministério Público Federal contra ele por evasão de divisas. "Estive reunido com o ministro Palocci preparando o relatório que vou apresentar na Basiléia sobre a economia brasileira, sobre os progressos que estamos tendo no Brasil e isto é que é importante. É no que estou focado agora", afirmou. Meirelles estará na Basiléia nos dias 8 e 9 de maio, para a reunião bimestral de presidentes de Banco Centrais promovida pelo Banco de Compensação Internacional (BIS). Meirelles destacou que falará sobre a política econômica do Brasil e dos bons resultados para o controle da inflação. O presidente do BC não quis comentar sobre a retração da indústria brasileira. Ele afirmou que "a preocupação do governo é com o balanço do quadro, que está indo muito bem". O presidente do BC também não quis responder se a instituição voltaria comprar dólares para conter a valorização do real.

Agencia Estado,

06 Maio 2005 | 17h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.