Meirelles: inflação está dentro da meta e seguirá nela

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, reafirmou hoje que a inflação brasileira está dentro da meta oficial de 4,5%, com margem de tolerância de dois pontos porcentuais para cima ou para baixo, e que ela vai continuar dentro desta meta. "A inflação tem estado na meta e continuará na meta", frisou, em entrevista para a TV Bloomberg.Segundo o IBGE, a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi de 0,79% em maio, ante a taxa de 0,55% em abril. No acumulado do ano até maio, o IPCA registra alta de 2,88% e, em 12 meses, de 5,58%.Meirelles destacou o fato de o Brasil ter se tornado um credor líquido, ter aumentado suas reservas internacionais, reduzido a relação entre dívida líquida e Produto Interno Bruto (PIB) para pouco acima de 40% e ser reconhecido como grau de investimento por duas agências internacionais de classificação de risco de crédito. "É de fato um país que tem que ter grau de investimento", avaliou."O Brasil evolui muito", disse, citando que em 2003 o País tinha apenas US$ 14 bilhões de reservas internacionais, inflação em 17% ao ano e relação entre dívida e PIB acima de 50%, além de um grande porcentual dela estar indexada ao dólar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.