Meirelles recebe às 16h missão do FMI

O presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, receberá às 16 horas de hoje a missão do Fundo Monetário Internacional (FMI) responsável pela segunda revisão do acordo fechado no ano passado. Com a aprovação da revisão, o Brasil terá o direito de sacar uma nova parcela de US$ 1,3 bilhão do FMI. A equipe econômica do governo, no entanto, já informou publicamente que não é intenção do Brasil realizar novos saques de recursos do fundo. O encontro da missão do FMI com o ministro da Fazenda Antonio Palocci foi adiado para as 12h30. A informação é do chefe da missão, Phil Gerson. O motivo do adiamento não foi explicado. A reunião estava marcada para as 11h30 e o chefe da missão já estava desde cedo no Ministério para outros contatos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.