Meirelles rejeita freada econômica e defende investimento

O presidente do Banco Central,Henrique Meirelles, afirmou nesta sexta-feira que movimentosmais austeros na política monetária não irão brecar ocrescimento brasileiro e que o momento é de investir noBrasil. Meirelles disse que apesar da crise externa o país segue narota do crescimento sustentável, estimulado pela demandainterna e com fatores sólidos como as elevadas reservasinternacionais, geração de empregos e melhora de distribuiçãode renda "Muitos muitas vezes se preocupam, quando vêem o BC muitasvezes tomar uma atitude de política monetária de maiorausteridade, de que nós possamos ter o risco de voltar aopadrão de arrancadas e freadas", disse Meirelles em semináriono BC. "Hoje vivemos em outro Brasil... O país pode tertranquilidade porque o BC está mantendo e consolidando ascondições para que o país continue crescendo de formasustentável, sem desequilíbrio... de que estamos construindo ascondições para o crescimento sustentável e, portanto, temos deinvestir no país." Meirelles afirmou que quem não investir correrá o risco deperder fatia de mercado. Na semana passada o BC elevou a Selic em 0,50 pontopercentual, para 11,75 por cento ao ano, e o mercado esperamais alguns aumentos em meio à aceleração da inflação correntee de suas expectativas. (Por Isabel Versiani; Edição de Vanessa Stelzer)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.