Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Melhora o otimismo entre os empresários argentinos

Uma pesquisa realizada entre os empresários que participam do Colóquio do Idea (Instituto de Desenvolvimento Empresarial Argentino) revelou que 57% dos 287 empresários mais importantes da Argentina acredita que a situação econômica atual é "moderadamente melhor que a de seis meses". Dos entrevistados, 69% confia em que o cenário será "igual ou moderadamente melhor em maio de 2003". Realizada pela consultoria D´Alessio Irol, a pesquisa também mostra uma mudança de tendência e de expectativas que não se registravam desde 1997. Estes mesmos empresários disseram que o atual governo deveria dar prioridade à solução de problemas emergenciais como a desnutrição, a insegurança e a indigência, deixando as reformas estuturais para o próximo governo.Dentre os que acreditam que dentro de 12 meses a rentabilidade de sua empresa melhorará, se encontram 33% dos entrevistados, enquanto que 25% crê que seu negócio continuará como está hoje e outro 53% pensa que a demanda interna aumentará. O Brasil também esteve presente na pesquisa, na qual o entusiasmo dos empresários em relação à Lula surpreendeu os realizadores da pesquisa que mostrou 46% esperançosos de que a política do presidente eleito do Brasil seja benéfica, contra 27% que pensa o contrário. Enquanto que 40% respondeu que a vitória republicana nos Estados Unidos será prejudicial, contra 19% que opina que será boa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.