Membro do BC dos EUA vê juros acima de zero

O presidente da distrital de Filadélfia do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), Charles Plosser, sugeriu que a taxa básica de juros já devia ser superior a zero.

AE, Agencia Estado

25 de março de 2014 | 21h01

Em texto preparado para discurso a um grupo de economistas em Nova York, Plosser escreveu que muitas regras sugerem que, devido ao progresso da economia no último ano, a política monetária não é ou deixará de ser em breve limitada pelo juro zero. "Isso é, elas indicam que a taxa deveria ser acima de zero", escreveu.

Para ele, a sinalização de que o Fed pretende manter a taxa de juros próxima a zero pode ser um problema para a política monetária. "Sem o entendimento público da tomada de decisão em tempos normais, tentar perseguir o compromisso de uma política mais frouxa que o normal pode enviar o sinal errado", afirmou. Se o público entender que a taxa continuará baixa por muito tempo, escreveu Plosser, ele pode interpretar que a economia também estará mais fraca por um período prolongado.

Essa não é a primeira vez que o presidente do Fed de Filadélfia, que possui direito a voto nas decisões de política monetária, sugeriu uma elevação na taxa de juros.

Na semana passada, a presidente do Fed, Janet Yellen, sinalizou que a taxa de juros poderá subir ao redor de seis meses após o fim do programa de compra de ativos. Fonte: Market News International.

Tudo o que sabemos sobre:
Euafedjuros

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.