Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Membro do BCE diz que é cedo para dizer que crise acabou

O membro do Conselho do Banco Central Europeu (BCE) Axel Weber disse neste domingo que a economia da Alemanha saiu do nível mais baixo de atividade, mas alertou que a crise financeira pode não ter acabado ainda.

REUTERS

16 de agosto de 2009 | 15h10

O comentário de Weber se alinha às declarações de seu colega do BCE Erkki Liikanen, que disse na quarta-feira que os mercados financeiros se encontram em uma situação melhor do que estavam antes da quebra do banco de investimentos norte-americano Lehman Brothers, em setembro.

"Eu alerto contra declarações prematuras de que a crise financeira acabou", disse Weber ao jornal Sueddeutsche Zeitung, em uma entrevista que deve ser publicada nesta segunda-feira, acrescentando, no entanto, que a economia passou do seu ponto de baixa.

A economia alemã cresceu inesperadamente no segundo trimestre, registrando um ganho de 0,3 por cento, que foi impulsionado por expectativas de recuperação econômica na zona do euro.

Weber disse que a economia pode ficar melhor que o esperado no próximo trimestre devido aos pacotes de resgate ao setor financeiro e planos de estímulos econômicos que fizeram efeito, o que deve motivá-lo a revisar para cima suas previsões de contração de 6 por cento este ano.

Preocupações sobre a disponibilidade de crédito para o setor privado, cuja indústria e empresas de pequeno e médio porte têm sido citadas como impedimento para a recuperação, são descabidas, disse Weber.

"Não há crise do crédito", destacou ele ao jornal.

(Texto de Sakari Suoninen)

Tudo o que sabemos sobre:
CRISEBCEACABOU*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.