Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Mensalidades escolares pressionaram inflação no trimestre

A principal pressão para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado no primeiro trimestre do ano (1,85%) foi dada pelas mensalidades escolares, que subiram 9,34%, com impacto individual de 0,36 ponto porcentual na taxa. A segunda maior contribuição foi dada pelos automóveis (reajuste de 5,6%, superior a 1,02% registrado em todo o ano passado).As demais maiores pressões no índice no trimestre foram: energia elétrica (2,31%), cigarros (8,36%) e automóveis usados (4,24%). A taxa acumulada no primeiro trimestre deste ano foi bem inferior à registrada em igual período do ano passado (5,13%).Expectativa para abrilPara o mês de abril, a expectativa é de pressão dos reajustes dos remédios (6% a partir de 31 de março); resíduos do aumento dos cigarros; reajuste do metrô no Rio de janeiro a partir do início do mês e, ainda, aumentos na energia elétrica em Recife e Fortaleza, ambos de 11% a partir de 30 de março.A gerente do Sistema de Índices de Preços do IBGE, Eulina Nunes dos Santos, disse que ainda não é possível antever se essas pressões vão elevar o IPCA de abril em relação ao de março, que foi de 0,47%.

Agencia Estado,

07 de abril de 2004 | 12h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.