Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Mercadante diz que empresários querem pagar menos impostos

O líder do governo no Senado, Aloizio Mercadante (PT-SP) rebateu as críticas do documento da Fiesp sobre as reformas constitucionais, afirmando que o que os empresários querem é pagar menos impostos. "O que as empresas não estão gostando é que a reforma tributária vai diminuir a sonegação, a elisão e a evasão fiscal", afirmou Mercadante.No documento, a Fiesp afirma que o sistema tributário continuará sendo o freio e o não o motor da economia. Mas, na avaliação de Mercadante, a situação do País neste momento impede a redução da carga tributária. "É evidente que os empresários querem pagar menos impostos. É disto que se trata. Para o país, neste momento, não tem como reduzir a carga tributária. O que podemos fazer é melhorar, racionalizar e simplificar a forma de recolher os tributos, e defender principalmente o trabalhador - que paga mais impostos - e ainda estimular investimentos e a produção. É isso que está sendo feito dentro das restrições que encontramos", afirmou o líder. Mercadante defendeu a reforma tributária, afirmando que as mudanças são necessárias e fundamentais. "O que as empresas querem é não pagar impostos. E é uma das coisas que essa mudança fez", disse, ressaltando que a dívida pública, hoje, é um dos fatores que impede a redução da carga tributária. "Não vamos nos render a esse tipo de pressão", afirmou. Na opinião do líder, muitas empresas são beneficiadas pela falta de transparência e de controle.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.