finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Mercado aguarda decisão do Fed

Não houve vida nos mercados internacionais nesta manhã de espera pela decisão sobre as taxas básicas de juro nos EUA. O volume esvaziou-se e os poucos participantes que restaram no mercado optaram pela cautela. Nem mesmo os balanços negativos da Amazon.com e da AOL Time Warner conseguiram desviar as atenções da reunião do FOMC. O mercado aposta que as autoridades monetárias cortem as taxas básicas de juro em 50 pontos-básicos, para 5,5%, mas, segundo analistas citados pela agência Dow Jones, há uma probabilidade de 20% a 30% de que ocorra uma diminuição de 75 pontos-básicos. Os federal funds estão, atualmente, em 6%.Pela manhã, mais um dado reforçou a idéia de que a economia norte-americana diminuiu de velocidade. O PIB dos EUA cresceu 1,4% no último trimestre de 2000, o que correspondeu ao ritmo mais lento desde o segundo trimestre de 1995, quando a economia registrou expansão de 0,8%. O dado sugere que a nova série de queda das taxas de juro nos EUA deve continuar em março.Os títulos do Tesouro norte-americano reagiram ao dado e despencou. Às 13h50 (de Brasília), o juro projetado do T-bond de 30 anos estava em 5,5250%, após cravar a mínima de 5,5230%.No mercado acionário norte-americano, o ambiente era positivo. O índice Dow Jones subia 43 pontos (+0,41%), situando-se em 10.924 pontos, enquanto o Nasdaq ganhava 24 pontos (+0,85%), mantendo-se em torno de 2.862 pontos.

Agencia Estado,

31 de janeiro de 2001 | 15h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.