Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Mercado aguarda pacote argentino com calma

Os mercados trabalharam com tranqüilidade, sem apresentar grandes variações nas cotações em relação aos fechamentos de ontem. Na falta de novidades da Argentina, a estratégia dos investidores foi esperar. Previa-se que o governo anunciaria um pacote econômico no dia 15, logo após as eleições legislativas. Mas até agora as medidas estão em negociação e o anúncio não foi feito.O surpreendente é a calma dos investidores, que no último ano assustavam-se a cada hesitação do governo argentino. É grande a confiança de que a renegociação da dívida e os cortes nos repasses às províncias serão realizados, mesmo que com concessões. Governadores de províncias, bancos e fundos de pensão exigem garantias e apresentam resistências às demandas da equipe do presidente Fernando de la Rúa. Mas a percepção geral é que o governo conseguirá afastar o risco de insolvência no curto prazo, ainda que as perspectivas para o longo prazo continuem muito difíceis.Além disso, a existência de três pré-candidatos para o leilão da Companhia Paranaense de Energia (Copel) traz boas chances de êxito na venda da empresa. O preço mínimo estipulado é de R$ 4,32 bilhões, o que pode significar uma entrada significativa de dólares. Mas as altas nas ações da Cesp dos últimos dias provaram ser precipitadas. O governo do Estado de São Paulo negou que a empresa venha a ser dividida em três ou mesmo que haja planos para a sua venda já no início de 2002. Os papéis fecharam em queda de 20,16%.Fechamento dos mercadosO dólar comercial para venda fechou em R$ 2,7300, com alta de 0,26%. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - fecharam o dia estáveis em relação a ontem, pagando juros de 22,400% ao ano. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em queda de 0,74%.O índice Merval da Bolsa de Valores de Buenos Aires fechou em queda de 2,28%. Nos Estados Unidos, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - fechou em queda de 0,39%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - fechou em queda de 0,21%. Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

Agencia Estado,

23 de outubro de 2001 | 18h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.