''Mercado ainda está longe da saturação''

Nesse cenário em que os consumidores têm mais de um chip, existe pouca fidelização do cliente. A maioria deles procura as promoções de chamadas intrarrede, entre aparelhos da mesma operadora, que chegam a ser de graça. "O mercado ainda está longe da saturação", afirmou Flávia Bittencourt, diretora da Oi.

, O Estado de S.Paulo

19 de setembro de 2010 | 00h00

Ela apontou que, tão importante quanto a oferta da operadora, é a rede de relacionamentos do cliente. "Às vezes, um cliente está satisfeito, mas começa a namorar uma menina que tem celular de outra operadora e acaba saindo", exemplificou.

Para enfrentar esse mercado cada vez mais competitivo, a TIM aposta na banda larga móvel para clientes de baixa renda. "Temos um plano pré-pago de internet ilimitada a R$ 0,50 por dia", disse Roger Solé, diretor de marketing da TIM. "É menos do o consumidor gasta na lan house."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.