Mercado asiático avança com otimismo sobre crise de crédito

As ações asiáticas subiram para omaior nível em mais de sete semanas nesta segunda-feira,puxadas pelas ações do setor financeiro em meio à esperança deque a crise global de crédito já tenha tido seu pior momento. Às 9h41 (horário de Brasília), o índice MSCI da ÁsiaPacífico exceto Japão tinha alta de 2,58 por cento para 485.66pontos. Mais cedo, o índice atingiu o maior patamar desde ofinal de fevereiro. O índice agora tem alta de cerca de 16 por cento desde 18de março, quando havia chegado ao menor nível desde agosto de2007 em meio à preocupação com a crise de crédito. Mesmo assim,acumula queda de mais de 8 por cento no ano. "O mercado claramente está tentando dizer que o pior detodas essas questões do subprime e do crédito já ficou paratrás, e que então podemos seguir em frente", disse GregGoodsell, estrategista de ações do ABN Amro. "Mas ainda é preciso ver se realmente é isso. É difíciltirar a conclusão de que não há mais baixas contábeis no setorfinanceiro." O índice Nikkei da bolsa de TÓQUIO fechou em alta de 1,63por cento, aos 13.696 pontos. O índice foi impulsionado porempresas do setor financeiro, como Mitsubishi UFJ Financial .Exportadores, que se beneficiam da queda do iene, subiramtambém. A bolsa de SEUL subiu 1,61 por cento, para 1.800 pontos. EmHONG KONG, houve alta de 2,17 por cento, para 24.721 pontos. TAIWAN subiu 0,10 por cento, a 9.083 pontos enquantoCINGAPURA avançou 1,48 por cento, para 3.171 pontos. A bolsa deSYDNEY ganhou 3,14 por cento, para 5.600 pontos. O principal índice de XANGAI subiu 0,72 por cento, para3.116 pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.