finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Mercado atento aos fatos da Argentina

A falta de um acordo entre o governo central da Argentina e as províncias chegou ao seu limite máximo de exaustão ontem. Segundo apurou a correspondente Marina Guimarães, o ministro da Economia Domingo Cavallo chegou a gritar com os governadores durante a reunião que durou cinco horas. O acordo vinha sendo conduzido desde o início da semana e muitos governadores acreditavam que o acerto final sairia ontem. Mas, como o ministro não ofereceu nenhuma garantia de que os bancos vão financiar as dívidas das províncias com uma taxa de juros de 7% ao ano, o acordo não foi fechado. De acordo com relato da correspondente, Cavallo propôs primeiro a assinatura do acordo e depois o acordo com os banco, o que foi recusado pelos governadores. Fontes que participaram da reunião afirmaram que foi a "forma estúpida de Cavallo na condução da negociação que colocou tudo a perder".Veja os números do mercado financeiro O dólar comercial está cotado a R$ 2,7340 na ponta de venda dos negócios, com alta de 0,70%. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 23,610% ao ano, frente a 23,470% ao ano ontem. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera com alta de 0,28%.O índice Merval da Bolsa de Valores de Buenos Aires opera com queda de 0,74%. Nos Estados Unidos, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - está em baixa de 0,40%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - registra baixa de 0,47%.Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.