Mercado brasileiro de automóveis deve crescer de 5% a 10% em 2010, prevê presidente da PSA

Estimativa 'é excelente em comparação com outros países'

Alexandre Rodrigues, da Agência Estado,

25 de março de 2010 | 12h12

O presidente mundial da PSA Peugeot Citroën, Philippe Varin, disse confiar no crescimento de 5 a 10% do mercado brasileiro de automóveis, o que, para ele, "é excelente em comparação com outros países". Segundo Varin, o grupo francês pretende ampliar a sua participação no mercado brasileiro, que atualmente é de 5%, com o lançamento de novos modelos este ano. Um deles é uma picape compacta da marca Peugeot projetada especialmente para o mercado brasileiro, batizada Hoggar.

 

Com o anúncio feito hoje por ele de um investimento de R$ 1,4 bilhão na planta de Porto Real (RJ), a companhia espera aumentar a produção anual de 150 mil para 220 mil veículos. Varin afirmou que a companhia ainda estuda uma estratégia para alcançar o mercado popular, mas por enquanto vai se concentrar nos veículos de maior valor agregado.

 

De acordo com ele, dentro do seu segmento alvo, as marcas Peugeot e Citroën, atingem 60% de participação no mercado. No ano passado, o grupo francês vendeu 150 mil veículos. A PSA Peugeot Citroën é a quinta maior montadora do País. 

Tudo o que sabemos sobre:
PSAPeugeotCitroëncrescimentomercado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.