R$ 1,57 bi

E-Investidor: Tesouro Direto atrai mais jovens e bate recorde de captação

Mercado comemora medidas do Fed

Bovespa ultrapassa os 40 mil pontos, juro para janeiro de 2010 recua a 9,83% e dólar à vista cai para R$ 2,250

Claudia Violante, Denise Abarca e Alessandra Taraborelli, O Estadao de S.Paulo

19 de março de 2009 | 00h00

As medidas anunciadas, ontem, pelo Federal Reserve, nos EUA, injetaram ânimo nos mercados. O Comitê de Política Monetária (Fomc) do Fed surpreendeu ao anunciar, ao final de sua reunião, que a Mesa de Operações de Mercado Aberto da instituição começará um programa de compra de títulos do Tesouro norte-americano de até US$ 300 bilhões para ajudar a melhorar as condições de crédito privado. Ainda, para proporcionar maior suporte ao empréstimo hipotecário e ao mercado de moradia, o Fed comprará um adicional de até US$ 750 bilhões em ativos lastreados em contratos imobiliários de agência hipotecária, trazendo sua compra total desses ativos para até US$ 1,25 trilhão em 2009, e ainda aumentará a compra de dívida de agência este ano em até US$ 100 bilhões. A combinação das medidas é vista como positiva, uma vez que significará juros mais baixos para uma série de empréstimos a empresas e consumidores. Em reação, os juros dos títulos do Tesouro americano caíram e as bolsas em Nova York firmaram-se em alta. No Brasil, a Bovespa rompeu 40 mil pontos e subiu 1,60% (40.142,29 pontos). O dólar cedeu 1,53%, a R$ 2,250 no balcão. E o juro de janeiro de 2010 recuou a 9,83%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.