finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Mercado de seguros dobra volume de fusões e aquisições no 3º trimestre

Segundo a KPMG, setor foi palco de oito negociações no período e já soma 23 operações em 2011

Aline Bronzati, da Agência Estado,

26 de outubro de 2011 | 16h00

O mercado de seguros brasileiro foi palco de oito negociações no terceiro trimestre deste ano, expansão de 100% ante igual intervalo de 2010, mostra a pesquisa de Fusões e Aquisição (F&A) da KPMG. No acumulado de 2011 até setembro, foram feitas 23 operações, sendo a maioria domésticas (17), apenas com capital brasileiro.

"Esses negócios reforçam a importância do segmento no Brasil, e ajudam a manter os números das transações sempre em alta", afirma Luciene Teixeira Magalhães, da área de Audit e Financial Services da KPMG no Brasil.

Na análise do último trimestre, seis negócios forem feitos entre empresas de capital brasileiro e outros dois entre estrangeiras adquirindo outra companhias internacionais estabelecidas no Brasil. Desde 1994, já foram registradas 235 transações no setor de seguros, segundo a KPMG.

 
Tudo o que sabemos sobre:
segurosfusõesaquisiçõesKPMG

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.