Mercado de TV paga cresce 12,7% no semestre

Número de assinantes no País chegou a 8,43 milhões; apenas em junho, entraram [br]217,3 mil novos clientes

Karla Mendes / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

27 de julho de 2010 | 00h00

O mercado de TV por assinatura no Brasil cresceu 12,7% no primeiro semestre em relação ao mesmo período de 2009, alcançando 8,43 milhões de assinantes. Só em junho, foram incorporados à base 217,3 mil clientes, alta de 2,6% em relação a maio, conforme dados divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Sem concessão de novas licenças de cabo há quase 10 anos, os serviços de TV por assinatura via satélite (DTH) é que estão alavancando o crescimento do mercado de TV paga. Tanto que, no mês passado, as vendas de pacotes de DTH foram as que representaram maior crescimento: 4,8% na comparação com maio.

Nesse período, o número de assinantes de TV a cabo cresceu 1,3%, ficando abaixo da média do setor (2,6%). As prestadoras de MMDS (micro-ondas), por sua vez, perderam 0,2% de sua base de assinantes no mesmo período. No semestre, o DTH também foi destaque, passando de 37,4% de participação em janeiro para 41,5% em junho. Na contramão, as operadoras de TV a cabo reduziram sua fatia de mercado de 57,9% para 54,5%.

O avanço da base de assinantes de TV via satélite é reflexo da ofensiva das concessionárias de telefonia, que passaram a investir nesse segmento, concorrendo com as operadoras de TV a cabo. A Oi, por exemplo, lançou o serviço há um ano e, no primeiro trimestre, já havia conquistado 283 mil clientes. A Embratel entrou no mercado de TV paga via satélite em dezembro de 2008 e encerrou o primeiro trimestre com 444,42 mil assinantes. A Telefônica, por sua vez, atingiu 487 mil clientes de TV paga. O número agrega uma pequena parcela de assinantes de TV MMDS da TVA.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.