Mercado: desaquecimento nos EUA preocupa

O medo de uma desaceleração forçada na economia norte-americana volta a preocupar os investidores. A divulgação de lucros abaixo do esperado e os números da economia do país são motivos para isso. Hoje foi divulgado o indicador de auxílio-desemprego nos EUA, mostrando aumento de 19 mil pedidos contra uma queda esperada de 6 mil. O resultado foi uma queda forte da Nasdaq - bolsa dos Estados Unidos que negocia papéis do setor de tecnologia e Internet - que, há pouco, registrava baixa de 5,37%. O índice Dow Jones - que mede a valorização das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - acumula queda de 1,67%. No Brasil, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) seguiu a tendência e, no início da tarde, acumulava perda de 1,44%.No mercado de câmbio, a apreensão também contaminou os negócios. O dólar está na máxima do dia R$ 1,9720 - alta de 0,72% em relação aos últimos negócios de ontem. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 18,180% ao ano, frente a 17,980% ao ano registrados ontem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.