André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

Mercado diminui previsão do PIB em 2019 para crescimento de 2,53%

Para 2020, a projeção do PIB aumentou para uma alta de 2,60%, segundo o relatório Focus, divulgado pelo Banco Central; estimativa para a inflação neste ano registrou ligeira queda

Eduardo Rodrigues, O Estado de S.Paulo

21 de janeiro de 2019 | 09h45

BRASÍLIA - Na esteira da divulgação do Índice de Atividade do Banco Central (IBC-Br), na última quinta-feira, a expectativa de alta para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2019 passou de 2,57% para 2,53%, conforme o relatório Focus, divulgado nesta segunda-feira, 21, pelo Banco Central. Há quatro semanas, a estimativa de crescimento também era de 2,53%.

A projeção mediana para a inflação em 2019 marcada pelo IPCA passou de 4,02% para 4,00%, conforme o Focus. Há um mês, o porcentual calculado estava em 4,03%.

PIB

Para 2020, o mercado aumentou a previsão de alta do PIB, de 2,50% para 2,60%. Quatro semanas atrás, estava em 2,50%.

A projeção do BC para o crescimento do PIB em 2019 é de 2,4%. Esse porcentual foi divulgado no Relatório Trimestral de Inflação (RTI) de dezembro.

Na quinta-feira, 17, o BC informou que o IBC-Br de novembro subiu 0,29% ante outubro, na série com ajuste sazonal. Em relação a novembro de 2017, o indicador avançou 1,86%, na série sem ajuste. No acumulado de janeiro a novembro de 2018, o IBC-Br avançou 1,38%.  

No relatório Focus desta segunda, a projeção para a produção industrial de 2019 seguiu indicando alta de 3,04%. Há um mês, estava em 3,30%. No caso de 2020, a estimativa de crescimento da produção industrial permaneceu em 3,00%, igual ao visto quatro semanas antes.

A pesquisa Focus mostrou ainda que a projeção para o indicador que mede a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB para 2019 passou de 56,80% para 56,30%. Há um mês, estava em 56,40%. Para 2020, a expectativa passou de 58,65% para 58,16%, ante 58,60% de um mês atrás.

Inflação

No caso de 2020, a projeção do IPCA dos últimos 5 dias úteis permaneceu em 4,00%. Há um mês, estava no mesmo patamar. A atualização no Focus foi feita por 82 instituições.

A previsão para o IPCA em janeiro de 2019, de 0,37% para 0,40%, conforme o Relatório de Mercado Focus, divulgado pelo Banco Central. Um mês antes, o porcentual projetado estava em 0,38%.

Para fevereiro, a projeção foi de 0,43% para 0,42% e, para março, passou de 0,33% para 0,35%. Há um mês, os porcentuais eram de 0,44% e 0,33%, respectivamente.

No dia 11 de janeiro, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que o IPCA de 2018 fechou com taxa de 3,75%.

Em dezembro, o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC havia atualizado suas projeções para a inflação. No cenário de mercado, o BC projeta IPCA de 3,9% em 2019, 3,6% em 2020 e 3,7% em 2021.

A mediana das projeções do IGP-M de 2019 passou de 4,21% para 4,15%. Há um mês, estava em 4,31%. No caso de 2020, o IGP-M projetado foi de 4,08% para 4,00%, ante 4,00% de quatro semanas antes.

Calculados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), os Índices Gerais de Preços (IGPs) são bastante afetados pelo desempenho do câmbio e pelos produtos de atacado, em especial os agrícolas.

Dólar

O relatório de mercado mostrou ainda alteração no cenário para a moeda norte-americana em 2019. A mediana das expectativas para o câmbio no fim do ano passou de R$ 3,80 para R$ 3,75, ante os R$ 3,80 de um mês atrás. 

Para 2020, a projeção para o câmbio no fim do ano passou de R$ 3,80 para R$ 3,78. Quatro pesquisas atrás estava em R$ 3,80.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.