finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Mercado eleva previsão de crescimento em 2007 para 4,6%

Analistas ouvidos pelo Banco Central prevêem alta maior do PIB e inflação em 3,75% neste ano

Reuters e Agência Estado,

13 de agosto de 2007 | 08h49

O mercado elevou a projeção de crescimento da economia brasileira este ano, de 4,51% para 4,60%, segundo relatório do Banco Central divulgado nesta segunda-feira, 13. Para 2008, a previsão foi mantida em 4,3%.   A expectativa para a inflação do País, pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), foi mantida em 3,75% em 2007 e 4% em 2008. A estabilidade interrompe uma seqüência de duas semanas seguidas de alta destas previsões.   Nos dois casos, as projeções de IPCA para este ano seguem abaixo da meta central de 4,5% fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).   Já as projeções do mercado para a taxa básica de juros, a Selic, em setembro ficaram estáveis em 11,25%. O porcentual estimado embute uma expectativa de que o Comitê de Política Monetária (Copom) reduzirá os juros em apenas 0,25 ponto porcentual na reunião dos dias 4 e 5 de setembro.   Para o final do ano, as estimativas de juros também não mudaram e prosseguiram em 10,75% pela décima segunda semana consecutiva. Para 2008, as projeções também seguiram estáveis, em 9,75%.   Ainda segundo os analistas, a taxa média de câmbio para este ano ficará em R$ 1,95, recuo de apenas 1 centavo ante a previsão anterior. Para o final de 2008, as estimativas ficaram estáveis em R$ 1,95 pela segunda semana seguida.

Tudo o que sabemos sobre:
NEGOCIOSMACROFOCUS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.