André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Mercado eleva projeção do PIB de 2018 para 2,7%, aponta Focus

Relatório do Mercado Focus divulgado nesta segunda-feira, 15, também manteve a projeção para a inflação do País neste ano em 3,95%, mesmo índice da semana passada

Fabrício de Castro, Broadcast

15 de janeiro de 2018 | 09h10

BRASÍLIA - O mercado financeiro alterou levemente sua projeção para o Produto Interno Bruto (PIB) para este ano. A expectativa de alta para o PIB este ano passou de 2,69% para 2,70% no Relatório de Mercado Focus, divulgado há pouco. Há um mês, a perspectiva estava em 2,64%. Para 2019, o mercado manteve a previsão de alta do PIB em 2,80%. Quatro semanas atrás, a expectativa era de 2,75%.

O Banco Central atualizou suas projeções para o PIB no Relatório Trimestral de Inflação (RTI), divulgado em dezembro. O crescimento projetado para 2017 é de 1,0% e para 2018 de 2,6%.

No Focus de hoje, a projeção para a produção industrial de 2018 passou de avanço de 3,14% para alta de 3,20%. Há um mês, estava em 3,00%. No caso de 2019, a estimativa de crescimento da produção industrial continuou em 3,00%, ante 2,80% de quatro semanas antes.

Já a projeção para o indicador que mede a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB para 2018 foi de 55,60% para 55,40%. Há um mês, estava em 55,65%. Para 2019, a expectativa no boletim Focus foi de 57,70% para 58,00%, ante 57,65% de um mês atrás.

Inflação.  Os economistas do mercado financeiro mantiveram suas projeções para o IPCA - o índice oficial de preços - para 2018 e 2019. A mediana para o IPCA este ano continuou em 3,95%. Há um mês, estava em 4,00%. Já a projeção para o índice de 2019 seguiu em 4,25%, como está já há 40 semanas. 

Na prática, as projeções de mercado divulgadas hoje no Focus indicam que a expectativa é de que a inflação em 2018 fique dentro da meta, de 4,5%, com margem de tolerância de 1,5 ponto porcentual (índice de 3,0% a 6,0%). Para 2019, a meta é de 4,25%, com margem de 1,5 ponto (de 2,75% a 5,75%).

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou na última quarta-feira o IPCA de dezembro e de 2017. A inflação ficou em 0,44% no mês passado e em 2,95% no acumulado do ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.