Mercado, especialistas, leitores ? todos esperam queda do juro

O Copom (Conselho de Política Monetária do Banco Central) inicia hoje sua reunião mensal de dois dias com as apostas do mercado concentradas, segundo as curvas de juro, na possibilidade de um corte de 1,5 ponto percentual ou, no máximo, 2 pontos da Selic, a taxa básica de juros da economia brasileira. Um aspecto que já está marcando está reunião do Copom é a relativa abundância de opiniões favoráveis a um corte mais agressivo dos juros, ainda que estas opiniões não necessariamente impliquem em apostas na decisão do BC. Hoje nos jornais destaca-se o economista José Alexandre Scheinkman, da Universidade de Princeton, nos Estados Unidos, para quem há um espaço "enorme" para queda dos juros diante do sucesso das políticas monetárias e fiscal apertadas no combate à inflação. No final do dia de ontem, a Fundação Getúlio Vargas divulgou que a segunda prévia do IGP-M indicou deflação de 0,35%, menor do que a registrada na primeira prévia, que foi de 0,66%, mas ainda assim capaz de fortalecer a tendência de queda dos juros. A maioria dos leitores do portal estadao.com.br que já participaram de enquete acredita que os juros cairão: 62,42% acham que os juros vão cair entre 1 e 2 pontos percentuais. (26,06% dizem que cairão 1 ponto; 18,91%, que cairão 1,5 ponto; e 17,45%, que cairão 2 pontos percentuais.) Outros 19,26% dos leitores acreditam numa queda de mais de 2 pontos. Esses números se referem aos resultados da enquete até as 11 horas da manhã desta terça-feira. A enquete permanece aberta; para participar, clique aqui .

Agencia Estado,

22 Julho 2003 | 11h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.