Mercado está mais tranqüilo hoje

O mercado financeiro encerra a semana mais tranqüilo depois das fortes oscilações dos últimos dias. Como em toda sexta-feira, o volume de negócios é muito baixo. Os investidores preferem não assumir posições para não correr risco de sofrer com notícias negativas. Atualmente, elas podem vir da Argentina ou Oriente Médio.A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera em alta de 1,78%. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 18,000% ao ano, frente a 18,360% ao ano ontem. O dólar comercial está cotado a R$ 1,9270 na ponta de venda dos negócios - queda de 0,46% em relação às últimas operações de ontem.Mas as incertezas no cenário externo continuam. Na Argentina, parece haver uma trégua na crise política, o que reduz o pessimismo quanto às chances de aprovação do Orçamento. Quanto ao petróleo, a pressão recente levou a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) a anunciar que aumentará produção à meia-noite de segunda-feira caso os preços do produto não recuem para abaixo de US$ 28. Veja mais informações no link abaixo.A ameaça não reverteu ainda a tendência, mas o preço do barril já recua ligeiramente hoje. Os negócios com o petróleo bruto do tipo Brent para entrega em dezembro estão em queda de 0,60% em Londres, a US$ 31,36 por barril.

Agencia Estado,

27 de outubro de 2000 | 15h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.