Mercado europeu fecha em alta com fusões e aquisições

O principal índice das ações europeias fechou em alta nesta segunda-feira, recuperando-se da mínima em um mês atingida na sessão anterior em meio a notícias sobre fusões e aquisições e à valorização de ações do setor de minério.

REUTERS

23 de agosto de 2010 | 13h22

Possíveis acordos corporativos sustentaram principalmente o setor financeiro. A seguradora Old Mutual avançou 3,1 por cento após o HSBC afirmar que está em negociações para comprar até 70 por cento do sul-africano Nedbank, no qual a Old Mutual tem uma fatia controladora.

De acordo com dados preliminares, o índice FTSEurofirst 300 subiu 0,6 por cento, para 1.035 pontos, após cair à mínima em um mês na sessão anterior com a preocupação sobre o crescimento da economia mundial.

"Tivemos um dia bom na esteira de fusões e aquisições. O que é surpreendente, considerando o receio sobre um possível retorno à recessão", disse Mike Lenhoff, estrategista-chefe da Brewin Dolphin.

"As empresas estão assumindo a visão de que o ambiente operacional parece satisfatório e que é hora de comprar."

As ações de mineradoras se destacaram com a expectativa de que a eleição na Austrália signifique o fim de um imposto planejado sobre o setor. Anglo American, Antofagasta e Rio Tinto subiram entre 0,5 e 1,3 por cento.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 0,76 por cento, a 5.234 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX avançou 0,1 por cento, para 6.010 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,77 por cento, para 3.553 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib encerrou em alta de 0,7 por cento, a 20.010 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou valorização de 1,26 por cento, a 10.221 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 teve ganho de 0,07 por cento, para 7.375 pontos.

(Reportagem de Joanne Frearson)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.