finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Mercado global de cobre refinado retoma superávit

O mercado mundial de cobre refinado entrou em superávit em julho pela primeira vez desde novembro de 2010, informou o Grupo Internacional de Estudos de Cobre (ICSG, na sigla em inglês). Segundo a instituição, a oferta superou a demanda em 18 mil toneladas, em consequência da queda no consumo chinês.

DANIELLE CHAVES, Agencia Estado

21 de outubro de 2011 | 11h14

O superávit registrado em novembro de 2010 havia sido de 5 mil toneladas e foi seguido por sete meses de déficits. Já durante os primeiros sete meses deste ano, a demanda por cobre refinado no mundo cresceu 0,3% em comparação com o mesmo período do ano passado. O consumo na China diminuiu 5% e praticamente contrabalançou o aumento da procura em outros países, de acordo com os dados do ICSG.

Também nos sete primeiros meses do ano, o déficit na produção mundial de cobre foi de 118 mil toneladas, em comparação com o déficit de 329 mil toneladas no mesmo período do ano passado.

A produção de cobre em minas da China cresceu 10% e a produção de cobre refinado no país aumentou 15% nos sete primeiros meses deste ano. Na semana passada, o ICSG afirmou que prevê um déficit de cerca de 200 mil toneladas no mercado neste ano e de cerca de 250 mil toneladas em 2012. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
cobresuperávitjulho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.