Mercado já reage bem ao discurso de ACM

Os mercados financeiros já apresentam recuperação nas cotações, mesmo antes do fim do discurso de renúncia do senador Antônio Carlos Magalhães. Apesar das palavras contundentes, ACM não apresentou fatos novos contra nenhum dos acusados. Como o pior temor dos mercados, de que pudesse surgir alguma ameaça institucional, não se concretizou, os negócios foram retomados com um certo alívio. De qualquer forma, o cenário geral ainda é muito negativo, com a crise energética, a expectativa da troca dos títulos da dívida de curto prazo argentina, na segunda-feira, e o pessimismo nos mercados norte-americanos desde ontem. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera em alta de 0,77%. O dólar comercial para venda reduziu a alta e está sendo negociado a R$ 2,3490, com alta de 0,09%. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - estão pagando juros de 22,220% ao ano, frente a 22,300% ao ano ontem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.