Mercado mais otimista quanto a investimento no Brasil

O otimismo do mercado quanto ao fluxo de investimentos diretos estrangeiros, neste e no próximo ano, aumentou no levantamento feito pelo Banco Central (BC) durante a semana passada. Os números divulgados indicaram um aumento das previsões para este ano, que eram de US$ 16,8 bilhões, para US$ 17 bilhões. O valor, apesar de ser maior, ainda é inferior aos US$ 18 bilhões previstos oficialmente pelo BC. As previsões para 2003 aumentaram, ao mesmo tempo, de US$ 17 bilhões para US$ 17,5 bilhões.Os dois valores ainda são insuficientes para cobrir o déficit em conta corrente estimado na pesquisa feita com 70 instituições financeiras e empresas de consultoria, tanto para este ano como para 2003. O problema persistiu mesmo com as mudanças das projeções de déficit, detectadas na pesquisa realizada semana passada. As estimativas de déficit em conta corrente para este ano aumentaram de US$ 20 bilhões para US$ 20,06 bilhões, enquanto que as previsões para 2003 recuavam de US$ 19,8 bilhões para US$ 19,75 bilhões. O BC trabalha com a hipótese de um déficit em transações correntes, neste ano, de aproximadamente US$ 20,6 bilhões.O mercado manteve sua perspectiva em relação ao superávit da balança comercial neste e no próximo ano. As estimativas ficaram estáveis, em US$ 4,75 bilhões e US$ 5,7 bilhões, respectivamente. A projeção do BC para o superávit da balança comercial para este ano continua em US$ 5 bilhões. O Fundo Monetário Internacional (FMI) pretende, por sua vez, revisar sua projeção de superávit da balança comercial neste ano, de US$ 6 bilhões para algo entre US$ 4 bilhões e US$ 5 bilhões. O BC, entretanto, só deverá revisar sua estimativa ao final do primeiro trimestre.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.