Mercado: menos tensão para investidores

O mercado financeiro brasileiro ensaia uma recuperação hoje no início da tarde. As bolsas de Nova York operam em alta e dão um alívio para as tensões dos investidores. O Dow Jones - Índice que mede as ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - está em alta de 1,37%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - opera em alta de 0,72%. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera em alta de 0,11%. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 17,610% ao ano, frente a 17,550% ao ano ontem. O dólar está cotado a R$ 1,9040 - alta de 0,16% em relação aos últimos negócios de ontemAlém das altas em Wall Street, o comportamento mais moderado do petróleo e as altas das bolsas européias também ajudam a desenhar um quadro mais ameno para o mercado brasileiro hoje. Os sinais de arrefecimento da tensão em Buenos Aires, depois da má acolhida do pacote de Machinea ontem (veja mais informações no link abaixo), também foram fundamentais para a melhora de humor. Argentina, porém, ainda continua no centro das preocupações de curto prazo. O governo de la Rúa realiza um leilão de títulos hoje, no qual espera um resultado positivo, mas o mercado estará atento a qualquer sinal de aumento da desconfiança do investidor. O Fundo Monetário Internacional (FMI) disse hoje ter considerado as medidas de Machinea "positivas", mas há dúvidas no mercado sobre se o pacote conseguirá mesmo atrair investimentos e reativar a economia para compensar a redução de impostos.

Agencia Estado,

24 de outubro de 2000 | 15h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.