Mercado não vai se decepcionar com Copom, diz Furlan

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, disse hoje em Belo Horizonte que tem a "expectativa" de que o Comitê de Política Monetária (Copom) reduza das taxas de juros. O ministro não arriscou o patamar de diminuição, afirmando que a decisão cabe à área técnica do governo federal. Segundo ele, no entanto, "o mercado não vai se decepcionar" com o resultado da reunião, que termina amanhã. Para Furlan "as pré-condições para a queda dos juros estão colocadas, conforme o ministro (Antônio) Palocci tem reafirmado em várias ocasiões e há uma expectativa nacional e internacional que os juros caiam". Furlan reiterou que o Copom irá analisar tecnicamente e "será sensível" aos últimos números da economia brasileira. O ministro do Desenvolvimento participou hoje, na capital mineira do Fórum da Participação Social - Minas, para discutir as diretrizes do Plano Plurianul (PPA), para o período 2004/2007 do governo federal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.