Mercado prevê aumento dos juros e queda do dólar em 2005

As previsões de juros para o final de 2005 aumentaram de 15,50% para 16% ao ano, segundo os analistas do mercado financeiro ouvidos na pesquisa Focus do Banco Central, realizada na última semana de 2004 e divulgada hoje. Foi o primeiro aumento depois de 11 semanas seguidas de manutenção da previsão da taxa Selic em 15,50%. Para este mês de janeiro, a aposta é de uma alta dos atuais 17,75% para 18% ao ano.Para o dólar no final deste ano, as projeções caíram de R$ 3,00 para R$ 2,95 depois de terem ficado estáveis por três semanas consecutivas. No fim deste mês, as previsões caíram de R$ 2,80 para R$ 2,70. Já as apostas para a inflação oficial (o IPCA, que serve de base paras as metas), foram mantidas em 5,70% no final de 2005 e interromperam uma seqüência de três quedas consecutivas. A previsão está acima da meta de 5,1% esperada pelo governo. Na pesquisa anterior, divulgada no último dia 27 de dezembro, a previsão havia caído 0,06 ponto porcentual - 5,76% para 5,70% - depois que o BC divulgou a ata da reunião de dezembro do Copom.O levantamento divulgado hoje pelo BC é também a primeira pesquisa realizada após a divulgação do último relatório do Banco Central de inflação de 2004, que apontou uma queda da projeção de inflação de 5,6% para 5,3% em 2005.As projeções de mercado para o crescimento do PIB em 2005 ficaram estáveis em 3,50% na pesquisa. As expectativas para o aumento da produção industrial também não se alteraram e continuaram em 4,50%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.