Mercado prevê inflação de 4,39% e PIB de 5,2% em 2007

Para este ano, projeções para o IPCA e a expansão da economia se mantiveram em 4,30% e 4,5%

Vanessa Stelzer, da Reuters,

07 de janeiro de 2008 | 09h16

O mercado financeiro elevou seu prognóstico para a inflação do Brasil no ano de 2007, mas manteve a estimativa para 2008, segundo relatório Focus do Banco Central divulgado nesta segunda-feira, 7.  A previsão para a inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado em 2007 aumentou de 4,36% há 1 semana para 4,39%.  Em 2008, o mercado continua a ver uma inflação de 4,30%. Ambos os números seguem abaixo do centro da meta de inflação perseguido pelo governo, de 4,5%.  Para o avanço do Produto Interno Bruto (PIB) em 2007 a projeção foi ligeiramente revista, de 5,19 para 5,20%. Para 2008, o prognóstico para a expansão da economia manteve-se em 4,50%.  A estimativa para a taxa básica de juros, a Selic (atualmente em 11,25% ao ano), no final deste ano manteve-se em 10,75%. O mercado continua apostando que o BC manterá o juro em 11,25% na reunião de janeiro.  O prognóstico para o dólar no final de 2008 permaneceu em R$ 1,80.

Mais conteúdo sobre:
InflaçãoPIB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.