coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Mercado prevê inflação de zero a 0,10% em abril, pela Fipe

A taxa de inflação medida pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) na cidade de São Paulo em abril deverá fechar entre zero e 0,10%, segundo previsão de economistas e analistas do mercado financeiro. O Índice será divulgado na segunda-feira. A expectativa do mercado está em linha com a projeção do próprio coordenador do IPC-Fipe, Heron do Carmo, que aponta para um índice de 0,10% em abril. Segundo o economista Luiz Fernando Cezário da ABN Asset Management, o grupo Alimentação deverá continuar apresentando variações negativas, contribuindo para a estabilidade da inflação média em São Paulo. Cezário diz ainda que o grupo Transporte já atingiu o seu pico de alta e tende agora a recuar. Cezário citou o comportamento do preço da gasolina, cujo patamar de alta tem se mantido estável nos postos. Esse comportamento já havia sido observado pelo coordenador da Fipe na semana passada, quando a variação da gasolina chegou a 9,28%, repetindo a mesma registrada na segunda quadrissemana de abril. "O que deverá pressionar um pouco é o grupo Despesas Pessoais. Isso porque a variação do dólar, de R$ 2,26 para R$ 2,30, já deverá ser capturada pelos preços mais sensíveis aos movimentos cambiais", diz Cezário. O economista Luís Afonso Lima, do BBV Banco, lembra que o IPC-Fipe de abril deverá captar ainda o alívio da retirada da sobretaxa de energia elétrica do índice, e o desconto na alíquota do IPTU.

Agencia Estado,

03 de maio de 2002 | 18h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.