finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Mercado prevê Selic estável em setembro e maior em outubro

As instituições financeiras ouvidas em pesquisa semanal do Banco Central (BC) deixaram inalteradas em 16% ao ano suas projeções de taxas de juros para o corrente mês. A manutenção divulgada hoje na página do BC na Internet veio na véspera da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) que começa amanhã e termina na quarta-feira.As previsões para outubro, por outro lado, subiram dos 16% ao ano da semana passada para 16,25% ao ano, demonstrando uma disposição dos bancos em apostarem numa alta de juros só no próximo mês. As estimativas de juros para o final do ano também aumentaram, passando de 16% para 16,50% ao ano. Para o fim de 2005, as projeções continuaram centradas na taxa de 15% ao ano.Expectativa para dólar recuaAs previsões de taxa de câmbio para o fim de setembro caíram de R$ 3,00 para R$ 2,97 na pesquisa do BC. Apesar da queda, o valor projetado pelo mercado ainda se encontra distante dos R$ 2,90 do fechamento da última sexta-feira.As estimativas para o final de outubro, por sua vez, recuaram de R$ 3,01 para R$ 3,00. As estimativas de câmbio para o fim do ano, no entanto, ficaram estáveis em R$ 3,05. Para o final de 2004, as projeções de mercado também não se alteraram e continuaram em R$ 3,20 pela segunda semana consecutiva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.